voltar

DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA: TRÊS DOENÇAS, UM SÓ MOSQUITO!

05.02.2019
Dengue, Zika e Chikungunya 2019 MDS Brasil

Calor escaldante e chuvas intensas que favorecem o acúmulo de água parada. Eis a combinação propícia para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, vetor transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.



Sintomas parecidos, gravidades diferentes:


DENGUE

Infecção viral com quatro sorotipos diferentes. Quem contrair um sorotipo não estará imune aos outros três.

Sintomas: febre, dor de cabeça, dores ,musculares e nas articulações, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele. Pode evoluir para uma forma mais grave e ocasionar sangramento na pele, mucosas, órgãos internos, e até levar à mortes


ZIKA

Infecção viral identificada pela primeira vez no Brasil, em 2015. Cerca de 80% das pessoas infectadas não desenvolvem a doença.

Sintomas: febre baixa, vermelhidão no corpo, coceira, olhos avermelhados sem coceira e sem secreção, inchaço e dores nas articulações e cabeça.


CHIKUNGUNYA

Infecção viral causada pela CHIKV e que pode se apresentar sob a forma de dor aguda. Seu nome  deriva da expressão usada na Tanzânia, que significa "Aquele que se curva”.

Sintomas: febre alta, mal-estar, dores intensas nas articulações, cabeça e músculos. O vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.



DIAGNÓSTICO

Realizados por meio de exames laboratoriais, leva em consideração também a presença da pessoa em áreas com casos de doenças confirmados nos 14 dias anteriores ao início do quadro.


TRATAMENTO

Não há tratamento específico. Os sintomas podem ser aliviados com o uso de medicamentos prescritos por um médico. Não se automedique!

Não use: medicamentos à base de ácido acetilsalicílico (aspirinas, antigripais, AAS) e anti inflamatórios, pois aumentam o risco de hemorragias.  


O QUE FAZER PARA PREVENIR:

  • Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda.

  • Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

  • Mantenha as lixeiras limpas e tampadas;

  • Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

  • Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água. Se tiver vasos desta espécie em seu quintal, tenha a disciplina de verificar esse armazenamento de água e retirar o excedente;

  • Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

  • Mantenha ralos fechados e desentupidos;

  • Lave com escova os potes de comida e de água dos animais;

  • Retire a água acumulada das lajes;

  • Evite acumular entulhos.


Para mais informações, procure a Secretaria de Saúde do seu município.



IMPORTANTE:

  • Aplique repelente diariamente para evitar a contaminação;

  • Use inseticidas aerossóis para combater os mosquitos no interior da sua residência;

  • Sempre que puder, use roupas leves com mangas compridas e calças em lugares que já tenham casos das doenças.




Não deixe que essas doenças virem epidemia.

Faça a sua parte!




#MDSBrasil #Dengue #Zika #Chikungunya #Saude #Health #DeBemComAVida #DicasMDS


Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso. Saiba mais

Compreendi