voltar

USO OBRIGATÓRIO DE MÁSCARAS JÁ É REALIDADE NO BRASIL. VEJA ONDE A REGRA FOI ADOTADA.

20.04.2020
USO OBRIGATÓRIO DE MÁSCARAS JÁ É REALIDADE NO BRASIL

Ainda há muito a se fazer para achatar a curva de contágio do novo Coronavírus no Brasil. Projeções apontam que o pico da pandemia pode ocorrer no final de abril e há ainda estimativas de que o quadro se estenda para um cenário crítico até maio ou junho

Desde o começo deste mês, o STF assegurou a autonomia de  estados e municípios para adotar suas próprias medidas no combate à COVID-19. Por isso, além dos esforços relacionadas ao distanciamento social, dezenas de municípios (e estados inteiros) deliberaram sobre a o uso das máscaras de proteção, adotando mais esta recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ao menos 40 prefeituras espalhadas por todo território nacional  já decretaram novas regras sobre a obrigatoriedade das máscaras. As exigências variam e podem valer para todos os munícipes ou parte da população, diferindo de acordo com a idade das pessoas, suas funções laborais e também na circulação em espaços públicos e privados.  

Os detalhes devem ser consultados junto às publicações oficiais de cada gestão municipal ou estadual, já que em algumas cidades, como por exemplo, Fortaleza de Minas (MG), o descumprimento da medida é punível com multa de R$ 34,83.

Em muitos casos, os poderes públicos estão distribuindo máscaras reutilizáveis e estimulando o uso de máscaras caseiras para evitar a escassez destes equipamentos de proteção para os profissionais da saúde.  Veja onde elas já fazem parte da nova rotina de cuidados dos brasileiros.

Região Norte

Amazonas: Parintins e Amazonas (recomendação)

Região Nordeste

Bahia: Vitória da Conquista e Salvador.

Região Centro-Oeste

Goiás: Goianésia.

Mato Grosso do Sul: Campo Grande

Mato Grosso: todos os municípios.

Região Sudeste

Espírito Santo: ALfredo Chaves e Cidades da Grande Vitória

Rio de Janeiro: Macaé, Araruama e cidade do Rio de Janeiro.

São Paulo: cidade de São Paulo (recomendação), Praia Grande, Guarulhos, Tremembé, Porto Feliz, Pedreira, Campinas, São José do Rio Pardo e Guaratinguetá. 

Minas Gerais: todos os municípios.

Região Sul

Rio Grande do Sul: Santa Maria (recomendação), Erechim (recomendação), Farroupilha, Caxias do Sul, São Sepé, Ivoti, Uruguaiana e Santana do Livramento. 

Paraná: Campo Largo, Londrina, Foz do Iguaçu, Jardim Alegre, Maringá, Curitiba e Paranaguá.

Santa Catarina: todos os municípios.

MÁSCARAS CASEIRAS: FAÇA E USE A SUA!

Desde que o Coronavírus se tornou uma pandemia, as máscaras foram apontadas como boas aliadas para driblar a contaminação. E a explicação é muito simples: embora não bloqueie o contágio por completo, o acessório é como uma barreira física:ao usá-lo, você evita que mãos e outras superfícies possivelmente contaminadas entrem contato direto com sua boca e nariz. 

Mas uma vez descoberta como uma boa arma no combate ao COVID-19, as máscaras se tornaram um verdadeiro objeto em extinção: em poucos dias e horas, os estoques disponíveis sumiram das prateleiras no mundo todo, as as poucas unidades à disposição chegaram a ser vendidas a preços abusivos


Solução feita à mão

Atento à escassez de máscaras descartáveis, o Ministério da Saúde passou a recomendar uma alternativa mais sustentável e igualmente eficaz: máscaras de pano feitas em casa. Reutilizáveis e fáceis de fazer com o que se tem à mão dentro do próprio lar, essa alternativa pode ajudar você a reforçar a sua proteção e das pessoas ao seu redor.

Que tal aprender a fazer a sua?

Como fazer a sua máscara?

  • Tecidos como TNT, algodão e tricoline são boas opções. Mas você pode também reaproveitar lenços, camisetas e outros panos em bom estado que façam parte do seu dia a dia.


  • É importante que sua máscara seja dupla face, então, procure fazê-la com duas camadas de tecido para que a barreira física seja mais eficaz.


  • Recorra a tiras, fitas ou elásticos para prender a máscara ao seu rosto. Amarre-a acima das orelhas e abaixo da nuca para que suas vias respiratórias fiquem bem vedadas, sem vãos pelos quais o vírus possa penetrar.



Como cuidar dela:


  • A sua máscara caseira pode ser usada até o momento em que ficar úmida. Recomenda-se que seu uso contínuo não ultrapasse 2h.


  • Carregue sempre uma máscara reserva caso seja necessário trocá-la.


  • Após o uso, o ideal é lavá-la com água sanitária e deixá-la de molho por cerca de 30 minutos.



Lembre-se: sua máscara é de uso pessoal! Não a divida com amigos amigos e familiares, e nem mesmo com pessoas que estejam cumprindo o distanciamento social junto a você. 


Transforme essa dica em ação! Crie a sua própria máscara e compartilhe esse passo a passo com seus amigos e família. Nos acompanhe também no Facebook, LinkedIn e Instagram e ajude a disseminar boas ideias para vencer este cenário desafiador.


#MDSBrasil #DeBemComAVida #Social #Care #Saude #Health #VivaComSaude #DicasMDS#Coronavirus #COVID19

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso. Saiba mais

Compreendi