voltar

OITO DICAS PARA CONTRATAR UM SEGURO VIAGEM INTERNACIONAL

02.03.2020
OITO DICAS PARA CONTRATAR UM SEGURO VIAGEM INTERNACIONAL
As férias de final de ano podem ter chegado ao fim, mas isso não significa que as viagens precisam ficar para depois. Muitas pessoas esperam passar o "boom” das altas temporadas para, enfim, programar sua tão sonhada viagem internacional e aproveitar seus destinos ao máximo, com mais tranquilidade e economia.

E se até os passeios locais e viagens domésticas precisam de um bom planejamento, imagine o quanto é importante se organizar para seguir rumo a outro país. Se essa for a sua primeira vez fora do Brasil, não se preocupe: basta seguir os passos dos viajantes mais experientes e caprichar na programação.

O segredo é não perder tempo para traçar os preparativos e começar a executar sua lista de viagem com a antecedência necessária. Nós da MDS vamos te ajudar a traçar um checklist muito prático e útil para organizar sua trip. Vamos começar?

Antes de mais nada:

  • Rascunhe um roteiro. Mesmo que você não goste de rotina e queira explorar tudo ao seu redor de forma mais descontraída, essa etapa é indispensável para estimar os custos com hospedagem, alimentação e transporte interno no país que deseja ficar.

  • Informe-se junto aos órgãos oficiais do país de destino e fique a par das regras para a entrada de turistas brasileiros no local, afinal, as exigência variam. Quem vai para os Estados Unidos, Canadá, Austrália ou Japão, por exemplo, precisa tirar seu visto de turista antecipadamente, ainda no Brasil; já os viajantes que se destinam a países da América do Sul têm a entrada garantida portando apenas o RG brasileiro.

  • Além do visto, verifique as exigências do país de destino quanto à validade de seu passaporte e outros documentos necessários, como carteira de vacinação, comprovantes de hospedagem, validade dos cartões de créditos e outros. Esteja preparado para lidar  com as burocracias que possam ser exigidas pelo departamento de imigração responsável.

  • Faça seu orçamento com responsabilidade, sem se esquecer das flutuações cambiais e demais impostos nas operações financeiras internacionais, como a cobrança de IOF, por exemplo.

  • Confira com cuidado a lista de restrições de bagagem do país que deseja visitar e, antes de começar a arrumar as malas, verifique as possíveis taxas para peso excedente.

Agora que você já conferiu essas etapas básicas, finalmente chegou a hora de conferir as dicas de como contratar o seu Seguro Viagem – um fator indispensável para driblar diversos imprevistos, cobrir custos e garantir a sua tranquilidade.

  1. Saiba a diferença entre Seguro Viagem e Assistência Viagem.

    A diferença básica está relacionada a quem paga e quando paga pelos custos emergenciais. No Seguro Viagem, o viajante paga suas despesas no ato e é reembolsado pela seguradora; já nos planos de Assistência Viagem, os gastos são assumidos instantaneamente pela seguradora e o segurado é encaminhado para atendimento em estabelecimentos conveniados. Em linhas gerais, pode-se dizer que o Seguro Viagem dá mais liberdade para que o beneficiário escolha o local de atendimento.

  2. Escolha o melhor meio para contratar.

    O Seguro Viagem Internacional pode ser ofertado por empresas e seguradoras especializadas, em bancos ou através da bandeira de um cartão de crédito internacional. Tudo varia conforme as coberturas desejadas.

  3. Calcule o custo de acordo com o seu bolso e as suas necessidades.

    Os custos do Seguro Viagem Internacional também dependem da cobertura contratada e das exigências do país de destino. Na Europa, por exemplo, valem as regras do Tratado de Schengen. Consulte as regras da localidade que você visitará antes de fazer a contratação.

  4. Contrate com a antecedência ideal.

    O ideal é contratá-lo com 24 horas de antecedência. Assim, é possível evitar conflitos entre o momento do embarque e emissão da proposta e driblar ruídos com a cobertura de extravio de bagagem. Além disso, vale considerar que os valores do seguro acompanham a flutuação da moeda do país de destino, portanto, é fundamental acompanhar o câmbio e verificar as cotações mais vantajosas.

  5. Fique atento ao período de vigência.

    Ao contratar o seguro, o turista deve optar por um período que seja, no mínimo, correspondente aos mesmos dias da viagem. No entanto, vale a pena considerar uma margem de segurança para casos de imprevistos com voos, mudanças de itinerário ou até mesmo aquela "esticadinha” na viagem.

  6. Recorra a opções que oferecem atendimento no seu idioma.

    Se a empresa ou seguradora contratada for brasileira, é possível acioná-la através de canais de atendimento em português. No entanto, é importante estar preparado caso o primeiro contato seja feito na língua oficial do país ou em inglês. Na dúvida, prepare o dicionário e peça para falar com um profissional que seja fluente no seu idioma.

  7. Procure a SUSEP para mais informações.

    Caso queira conhecer melhor as opções de seguradora existentes no mercado e suas respectivas reputações, a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) é um bom órgão de consulta.

  8. Conte com a MDS.

    Você não precisa decidir sozinho qual o melhor Seguro Viagem para te acompanhar em seu destino internacional. A MDS possui um time qualificado de atendimento e ferramentas tecnológicas que, juntos, oferecem apólices personalizadas a preços e condições de pagamento acessíveis.

Todas as opções de Seguro Viagem disponibilizadas por nós incluem coberturas de acidentes pessoais, despesas farmacêuticas, cancelamento e interrupção de viagem, extravio de bagagens e serviços 24 horas de assistência médica, odontológica e remoção inter-hospitalar. Cada uma dessas facilidades é disponibilizada para deslocamentos nacionais e internacionais.

Entre em contato conosco e deixe-nos fazer parte do planejamento e proteção do seu próximo destino estrangeiro! Acompanhe também nosso Facebook, LinkedIn e Instagram.
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso. Saiba mais

Compreendi