voltar

JANEIRO ROXO - MÊS MUNDIAL DE COMBATE À HANSENÍASE

27.01.2020
JANEIRO ROXO - MÊS MUNDIAL DE COMBATE À HANSENÍASE
A hanseníase é uma doença infecciosa causada pelo Mycobacterium leprae. Este microorganismo afeta principalmente a pele e os nervos das extremidades do corpo.

Antigamente, a hanseníase era conhecida como lepra e vista como uma doença incurável e discriminatória, mas nos dias de hoje, pode ser tratada e curada.


Transmissão
A doença pode ser transmitida pelas secreções nasais e gotículas presentes na saliva, tosse ou espirro de pacientes infectados e sem tratamento. Fatores como baixa imunidade e e contato próximo e prolongado com a doença aumentam as chances de contaminação.

Importante: pacientes que estejam passando ou já passaram por tratamento regular não transmitem a hanseníase.


Sinais e Sintomas
  • Manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo
  • Alteração da sensibilidade e percepção da dor devido à inflamação de nervos
  • Áreas com diminuição dos pelos e do suor
  • Dor e sensação de choque, formigamento, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços e das pernas
  • Inchaço de mãos e pés
  • Úlceras (lesões) de pernas e pés
  • Caroços no corpo, em alguns casos, avermelhados e dolorosos
  • Febre, edemas (inchaço) e dor nas juntas
  • Entupimento, sangramento, ferida e ressecamento do nariz
  • Ressecamento nos olhos.

Tratamento
Após uma avaliação clínica, cada caso é direcionado ao esquema de tratamento mais adequado. A duração do tratamento varia de 6 a 12 meses, de acordo com a forma da doença, mas o  importante é seguir a recomendação médica até o final.

Complicações da Hanseníase:
Diretas: decorrentes da presença do bacilo na pele e outros tecidos.
Devido à lesão neural: quando há comprometimento sensitivo e motor.
Devido às reações: quando ocorrem alterações no sistema imunológico e manifestações inflamatórias.

Atenção!
A gravidez e o aleitamento não contraindicam o tratamento padrão da hanseníase.
O antibiótico usado no tratamento da doença pode diminuir a eficácia dos anticoncepcionais orais.
O tratamento só deve ser alterado ou interrompido mediante orientação médica. 
 
Hanseníase: tem como tratar. Tem como curar. Tem como prevenir.

 
Referências:
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso. Saiba mais

Compreendi