voltar

DIA INTERNACIONAL DA INTERNET SEGURA: SUA EMPRESA ESTÁ PRONTA PARA LIDAR COM CIBERATAQUES?

11.02.2020
MDS Brasil Cyber Risks
Celebrado anualmente no dia 11 de fevereiro, o Safer Internet Day, ou Dia Internacional da Internet Segura, tornou-se um marco ao longos das últimas décadas. Conhecida como a principal data de conscientização sobre segurança online, este dia é lembrado desde 2005, quando a rede Insafe, com apoio da Comissão Europeia, passou a convidar os poderes públicos, as iniciativas privadas e a sociedade civil a refletir sobre o uso ético, responsável e seguro das redes a fim de tornar a internet um lugar melhor para todos, principalmente para crianças e jovens.

Atualmente, o Dia Internacional da Internet Segura é um evento aderido por aproximadamente 150 países. A data se tornou um marco para a disseminação de conhecimento em todas as camadas da sociedade, e também um convite a repensar e reavaliar a segurança da informação e toda a série de riscos digitais aos quais as pessoas físicas e jurídicas estão constantemente expostas.


Ciberataques no Brasil e no mundo 

A temática da internet segura está intimamente ligada à cibersegurança – setor que tem chamado atenção por conta de seus dados alarmantes: de acordo com o estudo Cyber Incident & Breach Trends Report de 2018, realizado pela OTA (Online Trust Alliance) nos dá um panorama alarmante: no respectivo ano, o prejuízo mundial com cibercrimes foi de, aproximadamente, US$ 45 bilhões. Em nível nacional, dados do relatório Cost of a Data Breach 2019, da IBM,  demonstram que o Brasil teve perdas em torno de US$ 1,35 milhão com crimes virtuais. Apenas durante o segundo semestre de 2019, foram registrados cerca de 15 bilhões de ciberataques no país.

No universo empresarial, os os cibercrimes são uma ameaça iminente. Para Leandro Freitas, Diretor de Riscos Financeiros da MDS Brasil,  nem mesmo as grandes corporações que desenvolvem poderosos sistemas de proteção digital estão livres dos hackers: "Toda e qualquer empresa está suscetível a este tipo de ameaça, afinal,  infelizmente, os riscos avançam em proporção à evolução tecnológica. Ao assumir este dado de realidade, a pergunta correta a ser feita é ‘que providências devem ser tomadas em relação à segurança digital caso a minha empresa sofra um ciberataque?’, explica o executivo. 

Vale lembrar que as atenções a este assunto precisam ser redobradas, uma vez que o Brasil está às vésperas da sanção da Lei Geral de Proteção de Dados, prevista para setembro de 2020. Ao entrar em vigor, a legislação exigirá que as organizações revejam o modo como coletam e tratam dados sensíveis de clientes e stakeholders e, consequentemente, serão necessários investimentos substanciosos em processos, treinamentos e corpo técnico para garantir a transparência, ética e responsabilidade ao manusear informações confidenciais.


Soluções em seguros

A MDS está na vanguarda da Gestão de Riscos e oferece produtos e serviços direcionados ao universo digital. O seguro Cyber Risks disponibilizado pela companhia não só protege as empresas contra os ataques cibernéticos, mas também atua na neutralização das consequências geradas pelas violações de dados corporativos.

"O seguro Cyber Risk conta com apólices feitas sob medida após a avaliação da real das necessidades de cada empresa. Em embora sejam taylormade, todas as soluções cobrem prejuízos ocasionados por invasão, danos próprios e a terceiros, podendo até salvaguardar casos de extorsões”, salienta Freitas.

Além de cobrir os custos para o aporte necessário em consultoria e apoios à TI, o Cyber Risks atua junto à gestão de crises, garantindo a cobertura necessária para conter os riscos à reputação de uma empresa vitimada por uma ataque cibernético criminoso. É possível também cobrir os prejuízos advindos de interrupções de redes baseado no lucro líquido obtido durante o período de paralisações do negócio. Por fim, o seguro também oferece as ferramentas necessárias para a adequação das empresas à Lei geral de Proteção de Dados, que não deve ficar para última hora.

"Os clientes e funcionários são o maior patrimônio de toda empresa. Por isso, o seguro Cyber Risks é válido: não apenas para resolver o ataque pontual, mas para agregar um plano de continuidade de negócios focado em manter a saúde estrutural e financeira da empresa até mesmo sob ameaças e dificuldades provenientes de crimes digitais”, finaliza Leandro.


Entre em contato conosco para saber mais sobre as coberturas e vantagens desta solução. E não deixe de nos seguir no Facebook, LinkedIn e Instagram.  
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso. Saiba mais

Compreendi