voltar

AUTOMÓVEL: HISTÓRIA E CUIDADOS

13.05.2020
Dia do Automóvel MDS

No Brasil, o dia 13 de maio é também conhecido no Brasil como o Dia do Automóvel. O cenário atual não nega a relevância desta data, afinal, de acordo com um levantamento feito pelo Empresômetro em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), o País registra uma frota circulantes com nada menos do que 50,7 milhões de veículos.  

Mas você sabia que a origem desta data é cercada de teorias históricas e controversas? Confira abaixo algumas das principais teorias relacionadas ao assunto.


Teoria 1 - Homenagem à primeira rodovia

A hipótese com maior grau de aceitação indica que o dia foi escolhido por Getúlio Vargas, em 13 de maio de 1934, em comemoração aos oito anos da primeira estrada pavimentada do país, inaugurada em 13 de maio de 1926. Seus 66 quilômetro ligavam a cidade do Rio de Janeiro – nossa a antiga capital federal – à Petrópolis, na região serrana do estado. Estima-se que, neste período, a frota brasileira já reunia 30 mil carros. 


Teoria 2 - Bertha e a família Benz

A teoria relacionada a Bertha Benz divide as opiniões dos amantes de carros: alguns acreditam que a data seria, na verdade, uma homenagem a ela. Além de ser esposa do engenheiro alemão Karl Benz, conhecido por seu papel na criação do primeiro carro comercializado no mundo, a dama é dona de uma biografia de Bertha é notável e lembrada como a primeira pessoa a dirigir um veículo por uma longa distância (106 quilômetros)  –  fato que lhe conferiu o título de  "mãe dos automóveis”. Esta hipótese, no entanto, se torna dúbia pelo fato de as datas de nascimento e falecimento de Bertha (03/05/184 - 05/05/1949) não coincidem com o tal dia 13 de maio. 


Teoria 3 - O primeiro Belcar

Uma terceira possibilidade é que o Dia do Automóvel marque a comemoração da produção do Belcar, considerado o primeiro veículo de passeio brasileiro feito pela Vemag (Veículos e Máquinas Agrícolas S.A.). Essa possibilidade, entretanto, é rodeada de polêmicas: oficialmente, o primeiro automóvel nacional foi inteiramente produzido pela Vemag em 1956,ou seja, 26 anos após o decreto de Vargas, e além disso, nem todos concordam que este foi considerado o primeiro veículo brasileiro, já que a compacta BMW Romi-Isetta já era montada em território nacional e circulava 5 meses antes do Belcar.


Não há consenso sobre a verdadeira origem do Dia do Automóvel, mas se há um fato sobre o qual ninguém discorda é a importância dessa invenção para a autonomia dos indivíduos e a economia do País e do mundo. Continue a leitura e descubra mais algumas curiosidades sobre este objeto que mudou o cotidiano de toda a sociedade.


  • Produção brasileira: a indústria automotiva brasileira surge, de fato, na década de 1950,  com o incentivo do presidente Juscelino Kubitschek à industrialização nacional. Tudo começou com a fabricação da linha de produção da Romi-Isetta em Santa Bárbara d’Oeste, no estado de São Paulo, em 1956. Antes disso, todos os veículos montados no país eram feitos com peças importadas já prontas importadas, usando recursos 100% estrangeiros.

  • Pioneiro: o primeiro automóvel a chegar ao Brasil foi um Peugeot 3,5 cavalos. A máquina desembarcou em Santos no dia 25 de novembro de 1891 após ter sido encomendado por ninguém menos que Santos Dumont, nosso Pai da Aviação.

  • Um mundo de produtos, serviços e indústrias: a consolidação da indústria automotiva nacional foi vital para o avanço das tecnologias nacionais e para a economia brasileira. Responsável por cerca de 22% do PIB industrial, o setor tem um papel fundamental fora de sua própria cadeia, uma vez que movimenta segmentos inteiros da metalurgia, química e serviços diversos, e gera inúmeros empregos diretos e indiretos.

  • Força de produção: atualmente, polos automotivos estão espalhados por todo o País, produzindo carros de passeios, motocicletas, utilitários, caminhões e veículos agrícolas que abastecem o mercado interno e internacional. Em 2019, fomos o quinto exportador mundial de veículos de passageiros, segundo o FMI e o Observatory of Economic Complexity. Neste mesmo ano, apenas entre janeiro e outubro, foram vendidos 2,28 milhões de novos veículos no Brasil, de acordo com os resultados divulgados pela Anfavea (Associação Nacional dos  Fabricantes de Veículos Automotores). Entre os expoentes deste mercado estão alguns dos parceiros da MDS Brasil, como Chery, Hyundai, Mercedes-Benz, Ford, além de Pirelli, Grupo EcoRovias e outros. 


Agora que você já conhece diversos fatos e informações por trás do surgimento do automóvel e de toda a indústria automotiva que ajuda a impulsionar o País, que tal ler algumas dicas de como preservar o seu próprio veículo, principalmente em tempos de pandemia? Nos acompanhe em mais um bloco e fique por dentro:

  • Limpeza: a sujeira é inimiga da conservação. Use um aspirador para a higienização interna de estofados e carpetes. O painel pode ser limpo com álcool isopropílico. Já, a limpeza externa, como sempre, deve ser feita com produtos específicos para lavagem de veículos cujas propriedades não afetem a pintura e a lataria.

  • Bateria: se possível, ligue o veículo todos os dias. Mas se esta não for uma possibilidade viável, vale a pena desconectar a sua bateria, afinal, muitos componentes continuam consumindo sua carga, mesmo que o automóvel esteja desligado.

  • Fluídos e combustível: caso e veículo tenha de permanecer parado por mais de três meses, o ideal é retirar o combustível do tanque e também os fluidos de freio, direção, óleo do motor, câmbio, arrefecimento, ar condicionado e reservatórios. Dessa forma, é possível evitar que esses componentes estraguem e sejam danificados.  

  • Pneus: caso e carro permaneça parado por muito tempo, os pneus podem se deformar. Tente circular por alguns metros, mesmo que na garagem, para contornar o problema, ou deixe o veículo em cavaletes. 

  • Freio de mão: para evitar travamentos causados por aderência dos componentes dos freios, o ideal é deixar o freio de mão solto. Mas, para isso, é fundamental travar as rodas do carro com calços.

  • Seguro Auto: Não abra mão dessa segurança. Fique atento à documentação do seguro de carro ou moto, afinal, mesmo que ele não esteja exposto aos riscos de rodagem, existem outras ameaças e danos ao seu patrimônio que podem ser facilmente revertidos com as coberturas de uma apólice. 

Além disso, contar com um Seguro Auto vai muito além de ter acesso a proteções básicas contra incêndio, roubo, furto e danos a terceiros, por exemplo. Com ele, o segurado também tem direito a check-ups, assistências e atendimentos emergenciais 24h que podem se estender até mesmo à residência. Entre em contato com os nossos especialistas e descubra as opções mais completas que temos a oferecer, com o melhor custo-benefício e descontos especiais.


O que achou deste conteúdo? Compartilhe estas informações com a sua rede de contatos, e não deixe de acessar as nossas páginas no Facebook, LinkedIn e Instagram para ficar a par de todas as novidades, tendências, lançamentos e serviços.

#MDSBrasil #Seguros #Insurance #DiadoAutomovel #Auto #Retail
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, você está consentindo o seu uso. Saiba mais

Compreendi