Atua no ramo de Construção Civil? Saiba como proteger o seu negócio

Atua no ramo de Construção Civil? Saiba como proteger o seu negócio

Atua no ramo de Construção Civil? Saiba como proteger o seu negócio

Conforme esperado, 2019 tem sido o ano destinado a reposicionar a Construção Civil entre os principais setores da economia brasileira. Responsável por cerca de 6% do PIB nacional, o segmento tem respondido positivamente às expectativas de crescimento do mercado: de acordo com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o primeiro trimestre registrou avanço de 9,7% nas vendas e de 4% nos lançamentos residenciais. Além disso, o levantamento Sondagem Indústria da Construção, feito pela mesma entidade em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI),  também apontou que a expectativa para novos empreendimentos do ramo girava em torno de 53% no mês de outubro – 3% a mais que o registrado no mesmo período do ano anterior.

Mas, apesar das perspectivas positivas e do consequente aumento da confiança por parte dos investidores e executivos, vale lembrar que é preciso ter cautela para “surfar na onda” de crescimento do setor. “Empreendimentos imobiliários em geral envolvem esforços, estratégias e, principalmente, movimentações financeiras de alta magnitude. Desta forma, é indispensável contar com respaldos e garantias apropriadas antes de investir em negócios dessa natureza”, explica o  Diretor de Linhas Financeiras da MDS Brasil, Leandro Freitas. Neste contexto, o Seguro Garantia é uma das especialidades mais procuradas.

 

O que é e como funciona

“Este seguro é um instrumento desenvolvido para assegurar uma obrigação contratual. Por norma, ele garante ao segurado todo o suporte necessário em caso de falta nas obrigações previstas em contrato ou processuais. Por essa razão, adquirir esta solução é altamente recomendável para empresas do setor”, explica Freitas.

O Seguro Garantia envolve três partes contratantes: segurado, seguradora e tomador da obrigação. Uma vez que sua contratação é solicitada, os três protagonistas são envolvidos no passo a passo a seguir:

  1. Análise cadastral: levantamento feito por parte da seguradora para avaliar os riscos que envolvem o tomador.
  2. Negociação das condições para contratação: fase destinada à discussão dos limites e taxas e à criação de um contrato de contragarantias. Este contrato assegura o direito de regresso da seguradora contra o tomador.
  3. Emissão das apólices: Trato feito! Após a finalização de todas as medidas anteriores, a seguradora está apta a emitir as apólices em favor do segurado e garantir a ele as obrigações assumidas pelo contrato ou processo. 

 

Principais vantagens

  • Balanço financeiro protegido: o Seguro Garantia pode liberar linha de crédito, evitando a necessidade de utilização de aportes em dinheiro ou linhas emitidas por entidades bancárias;
  • Custos menores que as demais modalidades de garantia: a nível de taxas, o produto é mais acessível do que outras opções existentes no mercado, tais como carta fiança ou caução;
  • Taylor made: nossa apólice é criada de acordo com as necessidades do cliente.

Agora que você já conhece a importância do Seguro Garantia para a Construção Civil, que tal incorporar esta solução à sua estratégia corporativa? Fale conosco para saber mais, e curta também as nossas páginas no Facebook, LinkedIn e Instagram  para manter-se sempre atualizado!