Assessoria atuarial aposta na análise de riscos para evitar transtornos futuros

Assessoria atuarial aposta na análise de riscos para evitar transtornos futuros

Assessoria atuarial aposta na análise de riscos para evitar transtornos futuros

Gerir empresas é um grande desafio nos dias de hoje, pois é preciso estar atento aos detalhes da legislação e às suas especificações. Especialmente depois que a Receita Federal adotou o IFRS (International Financial Reporting Standards), a assessoria atuarial assumiu uma importância fundamental para mitigar, reduzir e evitar riscos em relação aos programas de benefícios.

Para completar a gama de serviços especializados, a MDS Brasil passa a oferecer o serviço de assessoria atuarial com uma equipe qualificada e pronta para treinar os gestores de Finanças e Recursos Humanos. O principal diferencial, combinando o conhecimento na gestão de benefícios com a parte técnica da assessoria atuarial, é a possibilidade de gerar um diagnóstico e fazer um aconselhamento para diminuir possíveis ameaças à sua empresa.

São muitos os questionamentos que podem passar pela cabeça do gestor, cada um com suas peculiaridades empresariais, como: “nosso programa de benefícios e incentivos pode ser mais eficaz na atração e retenção de nossos colaboradores e na consolidação de uma boa imagem social da empresa?”.

Os artigos 30 e 31 da Lei 9.656/98, por exemplo, estabelecem que os colaboradores que contribuem com a assistência médica poderão optar pela continuidade da cobertura desde de que assumam 100% da mensalidade. Mesmo arcando com o custo do plano, é gerado um passivo para a empresa, pois o uso inadequado do ex-colaborador pode influir na sinistralidade do plano. Um agravante desta situação ocorre quando a contribuição é superior a 10 anos e o colaborador se aposenta, pois a opção de continuidade possui prazo indeterminado, desde que mantida a adimplência de sua mensalidade.

Em casos como este, a empresa descobre que precisa tomar algumas decisões para eliminar qualquer impacto financeiro. Uma forma inteligente de evitar esse passivo é estudar a possibilidade de promover mudanças no desenho do plano. Os especialistas da MDS estão prontos para oferecer respostas para esses questionamentos e todos os outros que possam surgir relacionados à gestão integrada de saúde.